Como cozinhar polvo?

polvo 3

Polvo é o tipo de alimento que divide as pessoas. Tem as que amam e as que odeiam. Eu, como boa neta de espanhóis, adoro este tentaculoso. Tenho encontrado gente que ama polvo mas que tem muitas dúvidas sobre seu preparo. Por isso, resolvi fazer este post cheio de dicas e explicações.

Afirmo categoricamente que as supostas dificuldades para se cozinhar polvo é um tabu que surgiu de fonte desconhecida. E que cozinhar polvo é bem simples e rápido. Vocês vão ver.

Vamos começar com uma dica: o ideal é comprar o polvo fresco com alguns dias de antecedência. Assim você deve congelá-lo e, ao descongelar para utilizá-lo, o polvo fica mais macio e assim você não precisa gastar energia para bater nele antes do cozimento. Resumindo: congelou, descongelou, cozinhou fácil.

polvo 1

Para cozinhar um polvo à perfeição você deve lavá-lo bem para tirar qualquer resquício de areia que possa haver nas ventosas de seus tentáculos e colocá-lo inteiro e limpo (sem vísceras, ou seja, com a cabeça limpa e vazia) numa panela de pressão. Junte ao polvo 1 cebola com folhas de louro inteiras presas nela com cravos da índia. Tampe a panela (note que não se adiciona água, sal ou quaisquer outros temperos além da cebola com louro e cravo).

Ligue o fogo e, assim que começar a chiar, conte 8 minutos. Desligue o fogo, espere a pressão sair e abra a panela.

Você verá que ser formou uma grande quantidade de líquido escuro que o próprio polvo soltou. Você deve pegar uma faca de ponta bem fininha e espetar, com cuidado, a parte mais grossa de um tentáculo. Se a faca entrar e sair facilmente, estará cozido. Caso esteja muito duro, tampe a panela e volte ao fogo. Repita a operação a cada 3 minutos para que o polvo não cozinhe demais (polvo muito cozido fica borrachudo e intragável).

Assim que estiver cozido, retire o polvo da panela para que não continue cozinhando na água quente.

E, a partira daí, o polvo está pronto para ser utilizado.

Para o meu jantar eu cozinhei 4 batatas em rodelas na água que o polvo soltou temperada com sal. Assim que as batatas ficaram macias mas sem desmanchar, retirei do caldo.

O polvo eu separei os tentáculos e fatiei a cabeça. Aqueci uma frigideira untada com azeite e grelhei os pedaços temperados apenas com sal até que começassem a formar uma casquinha mais crocante. Arrumei batatas e polvo grelhado no prato e reguei com um azeite de páprica que ganhei do meu filho quando ele voltou de seu intercâmbio pela Alemanha. Mas você pode substituí-lo polvilhando páprica doce ou picante sobre o polvo e as batatas e regando tudo com azeite extra virgem. Fica com sabor simples e delicioso.

Caso você queira fazer um arroz de polvo, cozinhe o arroz utilizando o líquido que o polvo soltou no lugar da água. Enquanto o arroz cozinha, pique o polvo todo em pedaços, tempere com sal e pimenta e refogue-o em azeite com cebola e alho picados e muito cheiro verde picado. Quando o arroz tiver quase cozido, misture o refogado de polvo delicadamente. Se achar que ficou um pouco seco, adicione um pouco de água, já que o arroz de polvo é mais úmido do que o arroz de todo dia.

Espero que tenham gostado e, se sobrou alguma dúvida, é só perguntar.

Beijos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s